“O novo álbum do Quaternaglia Xangô é um vencedor. É extremamente bem tocado, traz um repertório belo e sofisticado, e tem excelente qualidade de gravação. O grupo certamente faz parte da elite dos quartetos de violões […] Quaternaglia é um ensemble de ponta; eles são vitais tanto melodicamente como ritmicamente, tocam com virtuosismo e entusiasmo, cada um individualmente ostenta um som maravilhoso, e são capazes de sonoridades encantadoras. As performances têm uma sincronização excepcional, mas, ao mesmo, tempo soam espontâneas. Um disco da mais alta qualidade.” Al Kunze (Soundboard, EUA)


“O Quaternaglia é um dos mais importantes conjuntos brasileiros e um dos melhores exemplos da vitalidade e importância de nosso violão no cenário mundial – o grupo é conhecido internacionalmente como um dos mais relevantes dentro da formação […] Além do apuro musical, que vai desde a promoção de obras, a escolha das peças, dos arranjos e das interpretações, todo o material do disco é apresentado de forma meticulosa e detalhada. O CD Xangô é coisa finíssima: bem feito, delicioso de ouvir e a prova de que o violão brasileiro continua em ótima forma” Camila Frésca (Revista Concerto)


“Entre os dois arranjos de obras de Villa-Lobos que abrem e fecham o disco [Xangô], estão peças dedicadas a esse quarteto de violões brasileiro com crescente reconhecimento internacional. Destaque para as variações de Almeida Prado e para a suíte de Ronaldo Miranda, num registro que traz Paulo Bellinati e Sérgio Molina, entre outros” Manuel da Costa Pinto (Revista da Folha)


“Tecnicamente perfeito, Xangô representa muito bem a escola de violão do Brasil, respeitada no mundo todo” Wagner Amorosino (Folha de S. Paulo)


“Tudo soa como uma necessidade lógica, graças à nova bossa da fusão realizada pelo Quaternaglia. Temos aqui [CD Jequibau] contrapontos desentranhando complexidades que hibernavam em ritmos tradicionais”.  Manuel da Costa Pinto (Folha de S. Paulo, Brasil) 


“O melhor quarteto de violões brasileiro comemora sua maioridade com um disco deslumbrante [CD Estampas].  Aos 18 anos de atividades, o Quaternaglia conquistou não só o país como a cena internacional”.  João Marcos Coelho (Estadão, Brasil)


“O Quaternaglia Guitar Quartet foi atordoantemente comunicativo em uma fabulosa versão da ‘Embolada’ de Villa-Lobos, em um comovedor e tranquilo tema de Egberto Gismonti, no polirrítmico tour de force ‘Baião de Gude’, de Paulo Bellinati, e na ‘Sonata Cravo e Canela’, de Sergio Molina. O público exigiu um encore – uma sensacional, clara, lírica e consumadora ‘Fuga’ da mesma Bachianas Brasileiras”.  Gil French (American Record Guide, EUA) 


“A maestria do grupo somente foi igualada por seu entusiasmo. Mesmo nos momentos musicais mais complexos, podemos vê-los sorrindo e aproveitando cada momento: a performance foi impecável.” Tim Wassberg (Valley Scene Magazine, EUA) 


“Un programma sfavillante e di grande presa in quest’ultima incisione del quartetto chitarristico Quaternaglia” [CD PresençaPiero Viti (Guitart, Itália) 


“Tendo visto uma apresentação ao vivo do Quaternaglia em DVD, eu agora aguardo a chance de ouvi-los em carne e osso em breve. [O CD Presença] é um lançamento magnífico: altamente recomendado.” Tim Panting (Classical Guitar, Inglaterra)


“Quaternaglia mantém neste DVD as características de originalidade e bom gosto que têm sido a marca de sua trajetória.” Irineu Franco Perpétuo (Folha de S. Paulo, Brasil) 


“A precisão e a perfeita comunicação das interpretações do Quaternaglia são tão grandes a ponto de parecer que cada membro do grupo tem filamentos de tecidos nervosos em comum com os demais, conectando-os a um único sistema nervoso central”. [CD PresençaRandy Morse (The Best of Brazil, EUA) 


“Criando um cânone de fogo: o quarteto de violões Quaternaglia foi atraído pela oportunidade de adicionar experiência e tempero a um jovem gênero musical.” John Henken (Los Angeles Times, EUA) 


“A pureza do som dos violões brilha através do grupo brasileiro Quaternaglia.” Susan Bliss (Los Angeles Times, EUA) 


“Uma aura de pureza penetrou o concerto do quarteto de violões Quaternaglia na última quinta-feira no Little Theatre da California State Fullerton.” Los Angeles Times, EUA 


“Quaternaglia preencheu todos os requisitos com serenidade e inteligência em sua estreia na Califórnia.” Los Angeles Times, EUA 


“Em concerto com bilheteria esgotada, o quarteto de violões brasileiro Quaternaglia emociona uma multidão.” Wayne Lee Gay (Fort Worth Star Telegram, EUA


“Os quatro brasileiros tocaram todo o concerto de cor e tão precisamente integrados que passamos a acreditar que seus corações com certeza devem bater no mesmo ritmo.”  Fort Worth Star Telegram, EUA 


“Nas ‘Estampas’ de Federico Moreno Torroba os intérpretes tanto imprimiram um forte efeito de contadores de histórias como dialogaram uns com os outros com delicadeza, combinando as vozes e transmitindo mudanças de climas.”

“Nenhuma nota esteve fora de lugar durante toda a noite e cada detalhe de interpretação esteve em harmonia.” Fort Worth Star Telegram, EUA 


“Quaternaglia foi o ponto mais alto de nossa temporada de concertos. Eles tocaram uma maravilhosa variedade de estilos musicais com um alto grau de profissionalismo aliado a um contagiante entusiasmo.” Alice Artzt (EUA) 


“Foi um prazer conhecer o Quaternaglia quando nos encontrávamos participando do ‘Festival Internacional de Violão de Montevideo’ em 1996. Gostei da musicalidade e comunicação com o público. Desejo-lhes todo êxito.” Carlos Barbosa-Lima (Brasil)


“Onde quer que se apresente o Quaternaglia chama a atenção, não apenas pela seriedade de seu trabalho e da escolha do repertório, mas, sobretudo, por seu contagiante entusiasmo.” Sérgio Abreu (Brasil) 


“As gravações [CDs Quaternaglia e Antique]são verdadeiramente primorosas em todos os aspectos possíveis. Esses trabalhos já fazem parte da história da música brasileira da década de 90.” Amaral Vieira (Brasil) 


“O quarteto Quaternaglia é um dos mais expressivos representantes dessa geração preciosa de violonistas brasileiros […] O conjunto Quaternaglia lança um CD extremamente original, pelo repertório, pelo controle de qualidade da gravação, pela qualidade dos intérpretes e pela raridade da formação quarteto de violões” Julio Medaglia (Brasil) 


“As interpretações do Quaternaglia emocionam pelas sutilezas nas nuanças, energia e transparência orquestral, aliadas ao gingado brasileiro. Um conjunto formidável”. Paulo Bellinati (Brasil) 


“Depois de ter escutado o quarteto de violões Quaternaglia, devo afirmar que eles são excelentes artistas, de afinado senso musical. Com meus aplausos e minhas sinceras felicitações.” Abel Carlevaro (Uruguai)


“A vida, benevolentemente, tem me apresentado às alegrias e aos prazeres permitidos aos roceiros e aos avisados. Mais uma vez, e dessa com quatro de uma tacada só, ganho esse presente maravilhoso, que é composto de amizade, de admiração, de respeito e sobretudo de musicalidade do Quaternaglia. Obrigado! Egberto Gismonti (Brasil) 


“Com o inédito repertório para quatro violões em Forrobodó, o Quaternaglia traz mais uma contribuição para a rica música brasileira.” (Guitar Player


“O CD [Forrobodó] revela toda a maturidade musical do grupo e foi feito com cuidado artesanal pelos integrantes do Quaternaglia, artistas de primeira grandeza.” Henrique Pinto (Brasil) 


“A qualidade onipresente e a sonoridade fantástica fazem com que o som do violão seja multiplicado por quatro.” Les Cahiers de la Guitare (França) 


“O trabalho do Quaternaglia revela a alta qualidade artística e o grande talento do grupo. Bravíssimo!” Gilbert Biberian (Inglaterra) 


“Extremamente bem tocado, a produção sonora é fantástica e as interpretações são de primeira classe.” [CD AntiqueJan-Olof Eriksson (Suécia) 


“A Intavolatura de Tobias Hume demonstra bem como cada integrante do Quaternaglia conseguiu neutralizar a sua personalidade de solista e tocar como se os quatro músicos formassem um só corpo.” Antonio Gonçalves Filho (Estadão, Brasil) [CD Antique]


“Agora temos este CD [Quaternaglia] que registra o talento, a seriedade, a consciência musical deste grupo de musicistas que sabe escolher seu repertório e tocá-lo com absoluto domínio técnico e intelectual. Acho que o melhor que podemos dizer deste lançamento, é que se trata de um disco para a gente sentar e ouvir, com aquele eterno prazer que nos dá a grande música bem tocada” Gilberto Mendes (Brasil) 


“Quaternaglia grava o melhor de Brouwer […] Na gravação do Quaternaglia de ‘Paisaje Cubano con Rumba’, o diálogo de Brouwer com os minimalistas se torna mais evidente”. Quaternaglia: transcrições criteriosas de Bach, Stravinsky e Villa-Lobos em repertório de alta qualidade”. Antonio Gonçalves Filho (Estadão, Brasil) 


“[…]o grupo de câmara é um dos mais representativos da atualidade”. Veja, Brasil


“Sublime quadrilátero sonoro […] Músicos do Quaternaglia: álbum de estreia revela virtuosismo […] Quaternaglia estabelece padrões de virtuosismo, cultura e arte que fazem desse seu primeiro CD (selo JHO) uma revelação fonográfica, um candidato espontâneo e obrigatório ao título de um dos maiores discos do ano” Zito Baptista (O Globo, Brasil) 


“Quaternaglia: rigor técnico na execução de Villa-Lobos”

“Fora a nobre escolha de repertório e musicalidade madura, as quatro guitarras dos brasileiros avançam rumo à ousadia” Diário da Manhã (Goiânia, Brasil) 


“Até que enfim saiu o disco deste quarteto de violões que toca peças de um dos mais importantes compositores para violão do século, o cubano Leo Brouwer”. Audio News (Brasil) [CD Quaternaglia]


A estreia auspiciosa em disco de um quarteto de violões absolutamente notável pela precisão, requinte e escolha de repertório”. [CD QuaternagliaViva Música (“Os Melhores de 1995”)


“Quaternaglia demonstra grande virtuosismo neste CD. A interpretação de Stravinsky é especial. Muito bom!” [CD QuaternagliaNorbert Leclercq (Bruxelas, Bélgica)